GrowinBlog.

Porque a Indústria de Bebidas está Adotando a Comanufatura

Compartilhe:
Glass bottles used in the Beverage Industry

No mundo sempre em mudança das bebidas, particularmente dentro da indústria de álcool dos EUA, uma mudança significativa tem ocorrido ao longo da última década. Essa evolução não se trata apenas do que está sendo consumido – de cervejas tradicionais a produtos inovadores semelhantes a cervejas e destilados – mas também de como essas bebidas estão sendo levadas ao mercado. No centro dessa transformação está o papel crescente das empresas especializadas em comanufatura.

Perspectivas do Mercado Global de Bebidas: Uma Previsão de Crescimento Robusto

De acordo com o “Global Beverage Market Outlook [2023-2030]“, o mercado mundial de bebidas atingiu um tamanho notável de USD 239105.7 milhões em 2022. Olhando para o futuro, o mercado está preparado para um crescimento substancial, com uma Taxa Anual de Crescimento Composta (CAGR) projetada de 13,77%. Até o final do período previsto em 2030, espera-se que o mercado global de bebidas atinja um valor de aproximadamente USD 518482.36 milhões. Esse crescimento abrange um amplo espectro de tipos de bebidas, incluindo bebidas alcoólicas e não alcoólicas.

Entendendo a Mudança nas Preferências dos Consumidores

Por 10 a 15 anos, uma tendência notável na indústria de álcool dos EUA tem sido o declínio gradual da participação de mercado da cerveja em favor de destilados e vinhos. Esse deslocamento teve um impacto profundo em gigantes da indústria como AB InBev e Molson Coors, compelindo-os a explorar categorias adjacentes. No entanto, se aventurar nessas novas áreas muitas vezes significa lidar com capacidades de produção que podem ainda não estar disponíveis dentro de suas instalações existentes.

O Papel das Comanufaturas na Indústria Cervejeira

Entram em cena comanufaturas como a City Brewing, que aproveitaram a oportunidade criada pela necessidade dos principais players da indústria de expandir suas capacidades de produção. Além disso, a definição de “cerveja” em si expandiu-se nos últimos 5 a 10 anos, agora abrangendo produtos semelhantes a cervejas como a Mike’s Hard Lemonade e bebidas gaseificadas alcoólicas como a Truly e a White Claw. Curiosamente, nem a Mark Anthony Brands nem a Boston Beer, as empresas por trás desses produtos populares, possuem capacidade para produzir essas marcas por conta própria, abrindo caminho para que comanufaturas preencham essa lacuna.

Crescimento das Microcervejarias na América do Sul

Um fator dinâmico no mercado de bebidas da América do Sul é o crescimento do número de microcervejarias locais. Liderando o mercado de bebidas alcoólicas, essas microcervejarias estão priorizando novos sabores e técnicas de fabricação de cerveja, atraindo fortemente os consumidores locais. A AB InBev, reconhecida globalmente, possui estabelecimentos significativos na região, como a Cervejaria Colorado e a Cervejaria Wals no Brasil, além da Bogota Beer Company na Colômbia, a maior cervejaria artesanal do país.

Esse aumento nas cervejarias tem impulsionado a demanda por uma variedade de bebidas alcoólicas na região. Embora a cerveja permaneça como a bebida alcoólica favorita dos sul-americanos, a inovação e a introdução de novos produtos no mercado também estão ganhando atenção. Os consumidores jovens, em particular, estão se inclinando para bebidas alcoólicas aromatizadas e de baixa caloria, impulsionando ainda mais a inovação em produtos. Em outubro de 2022, a Diageo lançou a Johnnie Walker Blonde no Brasil, Estados Unidos, Bulgária, Alemanha e Tailândia, um produto caracterizado por ser mais doce e com sabores mais suaves.

Capacidade vs. Especialização: Um Equilíbrio Delicado

Embora os principais players da indústria geralmente possuam capacidade suficiente de fabricação, eles enfrentam frequentemente desafios em áreas específicas da produção. Isso pode incluir capacidades de embalagem especializadas ou técnicas de produção para certos produtos. Nestes casos, as comanufaturas fornecem um serviço vital, preenchendo lacunas na produção sem exigir que as maiores empresas invistam em capacidades adicionais internas.

Navegando pela Incerteza Econômica

A questão iminente de como a indústria se sairá diante de uma possível recessão é complexa. Historicamente, o comportamento do consumidor no setor de álcool durante recessões tem sido variado, com alguns optando por produtos mais baratos enquanto outros se entregam a luxos acessíveis. O impacto em subcategorias como águas gaseificadas e bebidas energéticas permanece incerto, com a demanda potencialmente mudando rapidamente.

Desafios Futuros: Cadeia de Suprimentos e Custos

As comanufaturas não estão imunes aos desafios enfrentados pela indústria mais ampla. Interrupções na cadeia de suprimentos e o aumento dos custos de insumos representam ameaças significativas. No entanto, os contratos de comanufatura podem oferecer alguma proteção contra essas flutuações, com estratégias para proteger custos como alumínio, transporte e energia. A capacidade de absorver ou repassar esses custos depende da resiliência financeira e da estratégia da comanufatura.

Encontrando a Vantagem na Inovação de Embalagens

Uma área em que as comanufaturas têm uma vantagem distinta é na inovação de embalagens. Empresas como a City Brewing estão bem posicionadas para investir e experimentar com ideias de embalagens de nicho, algo que pode ser menos viável para empresas maiores com áreas de foco mais amplas. Essa agilidade permite que os co-manufaturadores se adaptem e apliquem soluções inovadoras de embalagem em uma base de clientes diversificada, mantendo-se à frente das preferências dos consumidores que evoluem rapidamente.

Um Futuro Dinâmico para a Comanufatura

A paisagem da indústria de bebidas, particularmente no setor cervejeiro, está em um estado de mudança dinâmica. À medida que as preferências dos consumidores mudam e o mercado evolui, comanufaturas como a City Brewing estão desempenhando um papel cada vez mais crítico. Ao preencher lacunas nas capacidades de produção, oferecer serviços especializados como embalagens inovadoras e se adaptar a desafios econômicos, as comanufaturas não estão apenas respondendo às necessidades da indústria, mas estão ativamente moldando seu futuro. Com o mercado global de bebidas em uma trajetória de crescimento robusto, o papel dos comanufaturas se tornará cada vez mais fundamental para atender às demandas dessa paisagem em evolução.


Outros posts no GrowinBlog.

Fique por dentro

Assine nossa newsletter

Receba atualizações e conteúdos relevantes sobre a indústria CPG.

Co-mans in the snacks
sector in the Americas.

MARCH 13TH | 10:00 AM (CST)